Mídias

Mala superlegal

November 22, 2017

 

 

Com otimização do espaço e planejamento, você monta uma mala compacta e eficiente.

 

Uma viajante prevenida vale por duas. Mas isso não quer dizer que você deva levar roupas para atender a qualquer eventualidade e cobrir todas as variações possíveis de temperatura. Trata-se de evitar contratempos com um bom planejamento, o que engloba desde a escolha do cadeado e a checagem das regras de embarque até a seleção de roupas para poupar espaço na mala. Invista uns minutos extras na preparação da bagagem para poder aproveitar bem todo o tempo da viagem.

 

1 - A escolha da mala

Rígida ou de tecido, você decide. O importante é que a mala escolhida tenha bolsos e divisórias para organizar o conteúdo e guardar itens miúdos. Os modelos com quatro rodinhas (as de uretano, como as de skate, são mais duráveis que as de borracha) são mais cômodos para transportar, já que você só precisa empurrar a mala.

 

2 - Preenchimento total

Para aproveitar ao máximo o espaço disponível, siga os procedimentos da expert Carol Rosa: no fundo da mala, acomode as calças, deixando metade das pernas para fora. Nos cantos e laterais, coloque os sapatos, embalados individualmente. Prossiga ajeitando as peças mais pesadas, depois as mais leves. Dobre-as como se fosse guardá-las na gaveta. Não ponha uma pilha de roupas de uma vez na mala. Acomode as peças uma a uma, para ter certeza de que todos os cantinhos estão sendo ocupados. Sabe as pernas da calça que ficaram para fora? Agora é hora de dobrá-las para dentro da mala - essa técnica evita vincos no tecido. Por fim, coloque aquela camisa ou vestido que não pode amassar.

 

3 - Lingerie Protegida

Guarde as lingeries num saquinho de tecido. Para evitar que aquele sutiã com bojo chegue ao destino todo deformado, Carol Rosa tem uma dica ótima: feche o sutiã, formando uma conchinha, e coloque um recheio no bojo, como calcinhas ou meias, para que ele não amasse.

 

4 - Cadeado

Se for viajar aos Estados Unidos, certifique-se de que o cadeado da mala é o tipo reconhecido pelo órgão norte-americano TSA (Transportation Security Administration). Caso sua mala tenha de ser aberta para uma revista, os funcionários poderão usar uma chave mestra para abrir o cadeado sem danificá-lo. Se o modelo não estiver dentro dos padrões da TSA, provavelmente terá de ser arrombado para a abertura da mala.

 

5 - Seleção de viagem

Vale a pena gastar um tempinho a mais na escolha das peças. Invista em curingas, dê preferência a calças básicas, de tons neutros, e deixe o colorido para as peças mais leves. Um casaco versátil costuma ser suficiente para a viagem toda. “Se você conseguir programar os looks que vai usar a cada dia, melhor ainda”, diz Carol.

 

6 - Bagagem de mão

Pesos e medidas permitidos para a bagagem de mão variam de acordo com o voo e a empresa aérea. Cheque as regras no site da companhia para não ser pega de surpresa na hora do embarque. Além de itens de valor, convém levar na mala de mão um kit básico de higiene pessoal e uma troca de roupa para dois dias, aconselha a personal organizer Carol Rosa. Dessa forma, caso a mala seja extraviada, você tem como se virar até resolver a situação. E lembre-se: em voos internacionais, os líquidos devem ser acondicionados em embalagens de até 100ml, totalizando, no máximo, 1 litro e colocados em uma bolsa ou saco transparente. Em voos nacionais, o limite varia de acordo com a companhia.

Compartilhe no Facebook
Please reload

Outras Mídias

Mala superlegal

November 22, 2017

1/4
Please reload

  • Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

© 2020 | OrdenArte - Organiza com Arte